Vendas | Suporte - (33) 3532 1305

Conheça 3 riscos de se utilizar wifi público

Você sabia que o uso do Wi-Fi público pode gerar grandes prejuízos para a sua segurança digital? Redes mal protegidas são as principais procuradas por quem pretende roubar dados alheios. Mesmo assim, muitas pessoas insistem nessa opção para obter acesso à web.

O motivo é simples. Ainda que as operadoras tenham feito grandes investimentos nas suas infraestruturas, as redes de 3G e 4G, várias vezes, falham em entregar um bom sinal em muitos locais. Portanto, quando frequentamos tais ambientes, a alternativa é ficar sem o acesso à web ou utilizar o Wi-Fi público.

A boa notícia é que é possível, sim, se proteger nesses casos. E, para ajudar você com isso, preparamos este post! Então, continue a leitura e veja como utilizar um Wi-Fi público sem correr riscos de segurança!

QUAIS SÃO OS RISCOS DE SE UTILIZAR O WI-FI PÚBLICO?
De fato, a rede pública é o método de acesso à web mais inseguro entre os atuais. Isso porque, nesse tipo de acesso, o usuário fica sujeito ao monitoramento por terceiros. Não há como controlar quem utiliza essa rede, o que permite a conexão de pessoas mal-intencionadas.

Além disso, o Wi-Fi público contém tecnologias de proteção menos seguras, o que compromete a sua capacidade de entregar aos usuários um acesso mais robusto e focado em privacidade. Consequentemente, os riscos de roubo de dados são elevados. O usuário poderá ter pacotes de dados roubados e descriptografados, expondo a terceiros as suas senhas e dados de navegação, por exemplo.

Há ainda a chance de o próprio dispositivo que você utiliza ser acessado por outra pessoa. Assim, informações salvas em seu smartphone ou computador poderão ser visualizadas, modificadas ou transferidas para outros aparelhos, sem o seu consentimento.

Por tudo isso, o cuidado com o uso de um Wi-Fi público deve ser prioridade, sempre.

COMO SE PROTEGER AO UTILIZAR UM WI-FI PÚBLICO?
A proteção do acesso à web em uma rede pública não precisa ser um trabalho muito complicado. Com algumas medidas simples, já é possível proteger os seus aparelhos e garantir que você ficará pouco exposto. Vejamos, a seguir, quais são eles!

ADOTE UMA VPN
Hoje, contar com uma VPN é a principal solução de internet para quem faz uso de uma rede insegura. Sigla para Virtual Private Network (ou Rede Virtual Privada, em português), essa tecnologia cria um “túnel” de dados criptografado para evitar o roubo de informações. Assim, o acesso à web pode ser feito com baixo risco.

Em outras palavras, a VPN é um tipo de software que cria uma rede segura exclusiva para o usuário. Com ela, os seus dados passarão por um caminho próprio, dentro da rede, que é protegido por uma poderosa criptografia. Dessa forma, as chances de eles serem capturados por terceiros são muito menores.

Ao escolher uma empresa de VPN, contudo, sempre opte por uma que seja conceituada e tenha foco na privacidade. Leia os termos de uso e a política de privacidade, para garantir que os padrões de segurança estão alinhados com as suas expectativas. Afinal, muitos serviços de VPN gratuitos utilizam os dados dos usuários para a venda de anúncios direcionados.

EVITE ACESSAR SITES QUE ENVOLVEM DADOS SENSÍVEIS
Outra medida preventiva importante é não acessar páginas que tenham dados sensíveis. Serviços de armazenamento em nuvem ou e-mail, por exemplo, devem ser deixados de lado sempre que possível. Assim, pessoas má intencionadas terão mais dificuldades para visualizar as informações contidas nesse tipo de plataforma.

Ao acessar uma página em que o uso de informações sensíveis é necessário, verifique o seu certificado de digital. Ele é o que garante que a página contém bons protocolos de segurança e é legítima. Assim, você poderá se resguardar de ataques de roubo de dados que se utilizam de páginas falsas, por exemplo.

EVITE REALIZAR TRANSAÇÕES
Se possível, deixe de utilizar também páginas em que transações financeiras são realizadas. Páginas de banco ou e-commerce são dois exemplos disso. Caso alguém obtenha acesso aos pacotes de dados enviados e recebidos desses serviços, ele terá acesso a registros de alto valor, como números de cartão de crédito e senhas de contas bancárias.

Há também a chance de um ataque que redireciona o usuário a uma página falsa. Isso ocorre quando alguém muda as configurações de redirecionamento de pacotes da rede diretamente no roteador, para enviar o usuário a páginas de phishing, destinadas a roubar dados privados.

Nesses casos, sempre que alguém tentar acessar a página de um banco no Wi-Fi público, por exemplo, ele acessará uma página que imita o site legítimo dessa instituição financeira. Então, ao digitar os dados do seu cartão de crédito ou conta bancária, o aparelho fará esse envio para uma pessoa (e não para o destinatário real), roubando essas informações.

TENHA DISPOSITIVOS ATUALIZADOS
Este é um processo simples, mas que permite ao usuário de internet evitar vários ataques que exploram vulnerabilidades nos seus dispositivos: sempre instale as atualizações dos seus sistemas o mais rápido possível. Desse modo, a segurança ao utilizar o Wi-Fi público será muito maior.

Atualizações permitem que o desenvolvedor de um sistema operacional ou software corrija quaisquer brechas de segurança existentes na aplicação, além de dar ao usuário o acesso a novos recursos. Assim, é possível aproveitar essa aplicação em mais cenários, sem que isso comprometa a sua privacidade.

POR QUE INVESTIR NA SEGURANÇA DIGITAL?
O uso da tecnologia está mesmo disseminado em nossas vidas. Os smartphones e as novas gerações de computadores móveis conseguem se manter conectados por longos períodos, trazendo, assim, novas conveniências para o nosso dia a dia. Mas isso, é claro, trouxe também preocupações e perigos aos usuários de tecnologia.

Os riscos de se ter dados acessados por terceiros nunca foi tão alto. Malwares se espalham pela internet facilmente, infectando aparelhos desatualizados ou com políticas de segurança pouco confiáveis. E esse tipo de situação pode levar a riscos graves, como o acesso não autorizado a contas de e-mail ou a exposição de dados bancários e redes sociais.

Por isso, investir em segurança digital deve ser uma preocupação de todas as pessoas, até aquelas que não utilizam a web para fins profissionais. Sabendo como utilizar a tecnologia, você evita diversos dos transtornos que vimos até aqui — ou seja, você garante a segurança de que está utilizando serviços digitais livre de problemas.

Em suma, o uso de uma rede de Wi-Fi público não deve ser feito ignorando-se a segurança digital. Sempre que esse tipo de acesso for a sua única alternativa disponível, não se esqueça de adotar medidas preventivas. Assim, as chances de um vazamento ocorrer serão bem menores!

Gostou do nosso conteúdo? compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Preciso de ajuda? Atendimento Online